Líder do PMDB na região reforça candidatura de Jú à prefeito de Gandu

Redação GN - postado 27 de mar de 2016


O deputado Hildécio Meireles afirmou que o PMDB de Gandu tem plena condições de lançar nome próprio para à sucessão no município e, lembra que a pré-candidatura de Jú tem seu total apoio. “Ele é comprometido com as causas de Gandu, experiente, além de ser uma pessoa bastante respeitada pela sociedade Ganduense. O PMDB se sente confortável em apresentá-lo como pré-candidato”, afirmou. 

Jú também foi elogiado por agregar mais três vereadores ao projeto do PMDB. São eles: Véi da Rádio, Josuel e Jai que aproveitaram a janela partidária encerrada no último sábado (19). 

Com a experiência no comando do legislativo pela terceira vez, eleito também como o vereador mais votado ao longo dos quatro mandatos, Jú se sente credenciado a disputar as eleições de 2016. “Sempre trabalhei de forma séria e honesta, honrando meus compromissos. Tenho certeza que já contribui bastante para o desenvolvimento da nossa cidade querida, mas sei também, que posso contribuir muito mais, assumindo o comando de Gandu”, afirmou o vereador. 

Fonte: Ganduzão

GANDU: Após assaltar loja no centro da cidade, bandido é preso, consegue escapar e é recapturado após ser baleado

Redação GN - postado


Uma Guarnição da 60ª CIPM/Gandu, conseguiu capturar na madrugada deste domingo (27), em um matagal, o assaltante Bruno Ferreira de Jesus, autor de um assalto praticado em uma loja no centro de Gandu, na tarde deste sábado (26). A ação do bandido foi registrada por uma das câmeras do circuito interno de segurança do local. O individuo, em posse de uma arma de brinquedo, réplica de um revolver calibre 38, rendeu a funcionária e levou consigo um aparelho celular e R$ 300 em dinheiro. 

Após a captura, o assaltante foi levado para o Batalhão e, logo em seguida seria encaminhado para a DEPOL, onde seria ouvido e deixado à disposição da Justiça. Mas, mesmo algemado e sob observação policial, o acusado conseguiu fugir, dando assim uma nova perseguição policial contra ele. 

A recaptura do meliante só aconteceu metros depois do lugar onde aconteceu sua fuga. Após não atender a voz de prisão, Bruno foi alvejado com um tiro na perna e recapturado na rua Cajazeiras, próximo ao cemitério municipal. Ele foi socorrido pela própria polícia, que em seguida encaminhou ao Hospital Nelson David Ribeiro.

Após receber apoio de ex-prefeita, Marley cresce em pesquisa e já ameaça ex-prefeito Neco

Redação GN - postado 12 de mar de 2016


O pré-candidato a prefeito em Gandu Marley Medrado, está tendo motivos de sobra para sorrir, isso por que, uma recente pesquisa encomendada por membros da oposição em Gandu, coloca o empresário quase que empatado tecnicamente com o também pré-candidato e ex-prefeito Neco Kanguçu. A crescente de Medrado se deu após a ex-prefeita Irismá confirmar seu apoio ao empresário e afirmar que possivelmente será vice dele na eleição de outubro. 

A pesquisa realizada entre os dias 09 e 11 de fevereiro deste ano, não constava o nome do atual prefeito Ivo Peixoto e nem de um possível candidato indicado por ele, apenas o nome do ex-prefeito Neco, de Marley e Xirabel. Vale lembrar que por não conter registro, a pesquisa não pôde ter os números divulgados.

Nome de Joílson Andrade nunca foi cogitado pela base do prefeito Ivo Peixoto, declara membro

Redação GN - postado 8 de mar de 2016


É normal que nomes sejam cogitados e especulados, mas o que vale são os apontados pelo prefeito e seu grupo. Não sabemos quem criou isso. Ninguém sabe qual decisão será tomada pelo gestor.” Disse um membro ligado ao grupo do prefeito Ivo Peixoto. A declaração foi dada após blogs da cidade noticiar que Joilson Andrade, presidente da CDL, seria um dos principais nomes citados para encabeçar uma chapa da situação na eleição de outubro. 

O empresário chegou a filiar-se no PCdoB, mas sem garantia ou promessa alguma de ser pré-candidato.

Jovem acha arma durante mudança e mata irmã de 16 anos com tiro em Presidente Tancredo Neves

Redação GN - postado 7 de mar de 2016


Uma adolescente de 16 anos foi morta com um na testa, disparado acidentalmente pela irmã de 20 anos, no município de Presidente Tancredo Neves, a cerca de 260 quilômetros de Salvador. De acordo com informações da Polícia Civil, passadas nesta segunda-feira (7), o disparo teria ocorrido no sábado (5), enquanto as duas faziam uma mudança no distrito de Moenda, localizado a sete quilômetros do centro da cidade. 

Segundo o delegado Cláudio Gonzalez, que investiga o caso, a arma, uma garrucha, pertence ao marido da mulher que atirou. Ele e a esposa, que fugiu após a morte da irmã, são aguardados na delegacia para prestar depoimento nesta terça-feira (7). 

O proprietário da garrucha poderá responder por porte ilegal de arma de fogo, enquanto a mulher, de prenome Adriana, será indiciada por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Conforme a polícia, a garrucha é uma arma de fabricação caseira, que utiliza pólvora, chumbo e espoleta, e é usada geralmente para caça. 

"A adolescente de 16 anos mora no centro da cidade e foi chamada pela irmã para ajudar a fazer a mudança, no final de semana. A mulher mora numa casa alugada e queria ir para outra residência. Enquanto estavam arrumando as coisas, encontraram essa arma caseira, que estava carregada, e a mais velha acabou atirando na irmã mais nova", destacou o delegado. 

Adriana era irmã da adolescente Jessica Santos da Silva por parte de pai. O corpo de Jéssica foi enterrado no distrito de Moenda, no domingo (6), um mês após fazer aniversário. 

Segundo o delegado, o advogado de Adriana afirmou que a cliente pretende se apresentar nesta terça, após o período de flagrante. "O advogado dela me ligou e disse que amanhã apresenta ela. Ao que tudo parece, e a perícia já indicou, foi um disparo acidental, apesar de ter sido certeiro na testa. Queremos no entanto ouvir a versão dela", destacou. 

O delegado também informou que pretende ouvir mais testemunhas nos próximos dias para concluir o inquérito. "O dono da arma também foi intimado. Ela morava sozinho com a Adriana na residência em Moenda. Ele não tinha autorização para ter a arma e ela foi negligente por ter pego essa arma sem saber manusear", afirmou o investigador.

Fonte: g1/BA